segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Nada pra fazer, vamos escrever!

Nada pra fazer, nada pra fazer, nada pra fazer...vamos escrever!
Hoje eu vi algumas pessoas que me fizeram escrever notas mentais. Os apaixonados. Ah...os apaixonados... Como são ridículos! Ficam idiotas, não se largam por nada... andam iguais... gastam dinheiro com presentes. Fazem cara de doença mental. Muito difícil entender esses apaixonados (quando não se está apaixonado). Como que esse sentimento pode ser tão controlador? Como você pode mudar completamente o seu jeito de ser, as suas atitudes, tudo por um outro ser humano? E por causa de uma reação química! Deus nos ajude! ... São facilmente manipulados, esses apaixonados. Acham até que a vida não tem graça longe de seus amados... Coisa ridícula. A vida é tão dinâmica, tão cheia de coisas novas, muita coisa pra ficarmos hipnotizados por um sentimento. Acordem, seus apaixonados! Depois de algum tempo, o sentimento muda, e você vai ter passado anos agindo como uma criança retardada, sem capacidade de discernimento. Os românticos que me perdoem. Amor é lindo. Paixão é ridícula. Amor é aquilo que você constrói. É a capacidade de compreender as coisas, e não a incapacidade de raciocinar. Amor é ser quem você é, e gostar do outro da mesma forma. É saber equilibrar as coisas, saber viver muito bem sem a pessoa, mas mesmo assim escolher viver ao lado dela. Amor é raro. É sentimento que traz paz e não angústia. Amor não depende do sexo. Você ama sua família. Paixão depende de um ato físico. Não acredito num sentimento que só existe em função de outra coisa. Amor não precisa de outra coisa, ele existe. Você sente, e pronto. Com ele, outros sentimentos acompanham, mas ele não depende desses outros sentimentos pra existir. E ainda assim, isso não quer dizer que ele seja irracional. O amor é racional, mas coisa que talvez nenhum raciocínio explique. É paradoxal. Mas não é idiota e passageiro. Gostaria de poder mandar para a forca os que sempre estão "amando". Apaixonados de merda! Você estar apaixonado não quer dizer que está amando. Amor é construção. Se você é uma pessoa realizada, é porque ama a sua vida, e a construiu com dedicação. Assim é uma relação, entre um casal, entre amigos, entre a família. É a construção dedicada de uma vida juntos, com respeito e carinho que lhes fazem manter os pés no chão, ao invés de viver em outro mundo, que não seja esse tão especial que a vida lhe deu. Ainda assim a paixão existe. Ainda assim ela é mais frequente que o amor. Mais urgente, mais visceral. Temos que lidar com ela, porque de tempos em tempos nos apaixonamos. Talvez essa tal paixão nos prepare para o amor. A paixão nos deixa irritantemente felizes, e ser feliz importa muito, então venho aqui dizer: se você está apaixonado e idiota, parabéns! Aproveite a felicidade mesmo que passageira da paixão. Mas tente talvez não deixar que a paixão seja mais importante que o amor. O amor que você tem por você mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário