segunda-feira, 25 de abril de 2011

Canção dos loucos

Não me importa quantos anos mais me restam
Tudo que preciso é viver.

Não me importa em quantas pedras mais eu tropece
Tudo que quero é andar.

Não me importa quantas vezes eu acorde
Tudo que eu preciso é sonhar.

Não me importa quantos laços sejam feitos e desfeitos
Tudo que eu mereço é senti-los.

Não me importa quantas pessoas me abandonem
Tudo que eu valorizo é o que fica.

Tampouco me importa quantos recomeços serão necessários
Tudo que eu supero é o que me reanima.

O brilho belo dos olhos que me vêem,
os lábios que sorriem de volta para o meu,
os braços que envolvem a minha saudade,
a esperança que retorna de onde não sei para onde foi.

O brilho belo dos olhos que me vêem,
os lábios que sorriem de volta para o meu,
os braços que envolvem a minha saudade,
a esperança que retorna de onde não sei para onde foi.

Não me importa mais nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário